Acesso às bandas:  
   
  Esqueci meus dados de acesso  
 
Home - Página Inicial ShowsBandasFotos das bandasDownload de MP3 das bandasNotícias do Reggae NacionalVídeos das bandasLivro de VisitaCadastro de bandas de reggae
Última alteração:
17.02.2018 - 17:44:55

Casarão Verde Reggae Band
   
Agenda de Shows  
Cd´s e Letras  
Contato  
Fotos de shows  
Integrantes  
Livro de Visitas  
MP3  
Notícias  
Produtos  
Redes Sociais  
Rádio On-line  
Release  
Site Oficial  
Vídeos  
   
   
   
= Conteúdo cadastrado
= Nada foi cadastrado

 
 
Casarão Verde Reggae Band
Cidade de origem: São Luís [MA]
Formada em: 2017
Estilo predominante: ROOTS

Fruto da conexão de vários músicos e artistas de idades e gerações diferentes que frequentam a Casa161, a Banda Casarão Verde tem a emblemática cidade de São Luís como cenário inspirador e trabalha com as diversas vertentes do reggae, passando pelo Roots, Dance hall, Dub e Ska.
Com arranjos ousados e letras características, tem em seu bojo a influência da música popular brasileira, a música regional, do rap e o rock psicodélico. Tem seu nome inspirado na faixada verde da Casa161, local onde a música da banda é criada e recriada. O diálogo com cotidiano junto com a narrativa dos dilemas das pessoas que vivem na ‘Jamaica Brasileira’, a vontade de transformar em melodia as reflexões de quem (sobre)vive pelos guetos e vielas da Ilha do Reggae, tudo isso combinado, torna-se receita para a Banda que apresenta um jeito genuíno de fazer reggae.
Desde que chegou aqui, reggae é o estilo musical mais consumido no Maranhão. Não precisou de meios de comunicação como a televisão e o rádio para cair no gosto do Maranhense, em pouco tempo, as festas de reggae dominaram a cidade e é assim até hoje. O reggae nos conecta com nossa ancestralidade, principalmente porque o povo negro escravizado que foi levado a força para a Jamaica e para o Maranhão tem a mesma origem étnica, partiram do mesmo porto em São Jorge da Mina, na Costa do Ouro, hoje país de Gana. De onde partiam jejes, iorubás, fanti-ashantis, nagôs e de outras nações africanas. Isso pode ser um dos motivos que explica porque o povo maranhense é tão apaixonado por reggae.
A conexão entre o Reggae, negritude e resistência nos guetos é latente e histórica, constante presente no contexto cultural regueiro Ludoviscence e Maranhense. Tal constante apresenta-se também na composição e valores levantados pela banda, onde todos os integrantes da Banda são oriundos de comunidades periféricas de São Luís, onde ”o reggae é a lei”, jovens que encontraram na música uma possibilidade de fugir das trajetórias quase inevitáveis na qual a maioria é submetido em suas comunidades, além de poder expor através da arte as mazelas sociais, levantando a bandeira da música enquanto instrumento político emancipador.
O repertório da banda objetiva um diálogo, de maneira franca, com o público sobre as questões do cotidiano de várias comunidades da periferia de São Luís. O repertório que traz em suas letras diversos questionamentos sobre temas da atualidade, como a violência cotidiana sofrida, sobretudo pelos jovens negros de periferia, em \\\\\\\"O Gueto\\\\\\\" e \\\\\\\"Oxigena a Babilônia\\\\\\\"; abordando de forma inovadora temas do uso de drogas no cotidiano da comunidade temos o \\\\\\\"Melô da Mayara\\\\\\\"; e também mensagens de superação e esperança de uma nova sociedade com as músicas \\\\\\\'Reggae que eu fiz para mim\\\\\\\" e \\\\\\\'Zion\\\\\\\'. Tudo isso buscando levar todos para um momento reflexivo, tão fundamental para um ano de decisões políticas como esse.

< voltar

 
Contato - Portal Agenda Reggae Portal Agenda Reggae ® CopyRight 2006-2018